O diafragma é um músculo estriado esquelético em forma de cúpula, que está entre a cavidade torácica da abdominal. É importante para o parto, defecação, espirros, tosses e auxilia no processo da digestão devido à pressão no abdome. Além de determinar desordens como o soluço, que são espasmos involuntários do diafragma os quais propiciam a rápida entrada de ar nas vísceras respiratórias e fechamento espasmódico da glote – abertura da laringe. Sobretudo, é o principal agente responsável pela respiração, já que esta também recebe auxílio dos músculos intercostais e outros músculos acessórios.

Durante a inspiração, o diafragma se contrai e desce, diminuindo pressão intratorácica, favorecendo entrada do ar nos pulmões além da circulação sanguínea na veia cava inferior.  Com a contração do diafragma, se dá a compressão das víceras abdominais e o aumento do diâmetro vertical do tórax. Já na expiração ocorre o contrário, o diafragma relaxa e sobe, aumentando a pressão intratorácica conduzindo o ar para fora dos pulmões.

Esse músculo é bastante utilizado no atendimento da fisioterapia respiratória e também no Pilates, onde é treinado e estimulado da mesma forma que os outros músculos do corpo. Melhora a capacidade dos pulmões, captando mais ar e conduzindo uma maior oxigenação das células, diminui a rigidez torácica.

Com a respiração diafragmática no Pilates, estimulamos o abdome que tem sua ação facilitada com a expiração, assim como o diafragma tem sua ação facilitada pelo quadrado lombar, agindo na estabilidade da coluna.

Beleza & Saúde - Submarino.com.br

Leave a Reply