Intensidade e carga são os principais cuidados na hora do treino

Quando as varizes aparecem…
Partir para uma atividade física parece ser um caminho benéfico para reativar a circulação sanguínea dos membros inferiores, situação esta comprometida pela falta de capacidade dos vasos em enviar o sangue para o resto do corpo.
Mas surge a dúvida: será que posso fazer qualquer tipo de exercício?
A maioria deles está liberada, mas a atenção deve ser redobrada com a carga.

Escolhendo a melhor atividade
Antes de determinar a carga do exercício, é preciso escolher aquele que mais se adapta ao seu dia a dia.
Para quem gosta de desafios, há a corrida e a musculação.
A caminhada, a bicicleta, o pilates e a natação também são ótimas opções.
Mas o exercício super recomendado para quem tem varizes são práticas como o Deep Water Running, que consiste em realizar movimentos de corrida dentro da água, evitando assim o atrito aos membros inferiores que uma corrida normal pode gerar e também o pilates, onde os movimentos são suaves coordenados e harmônicos, não havendo impacto nem sobrecarga. Exercícios assim ativam a circulação do sangue.

Atenção à carga
Agora que o exercício já foi escolhido, é hora de determinar a carga. É importante começar com uma carga mais baixa para acostumar o músculo. Muita gente acha que a musculação não pode ser feita ou que pode aumentar o surgimento de varizes, mas ela pode ser feita, desde que o treino seja de intensidade leve a moderada para o corpo se adaptar.

Periodicidade dos exercícios
Depois de escolhido o exercício e a carga, é hora de decidir qual o tempo reservado durante a semana para fazer exercícios, aliados no tratamento das varizes .
A especialista recomenda de 3 a 5 vezes na semana. Nesse período, uma hora por dia é o suficiente para apresentar resultados sem exigir muito do corpo.

Alerta vermelho
Mesmo que a maioria dos exercícios estejam liberados, há aqueles que podem agravar as varizes, como o boxe, por exemplo. Quando a pessoa fica muito tempo em pé, sem movimentar membros inferiores, a circulação sai prejudicada.
Lembrando que tudo depende da intensidade do exercício.

Melina Caniçali

Beleza & Saúde - Submarino.com.br

Leave a Reply